Desobsessão

Slide - Centro 06

“A obsessão é a chaga da humanidade” (Emmanuel)

“ A obsessão é a ação persistente que um Espírito mau exerce sobre um indivíduo. Apresenta carateres muito diversos, desde a simples influência moral, sem perceptíveis sinais exteriores, até à perturbação completa do organismo e das faculdades mentais” (Allan Kardec, ESE Cap. XXVIII nº 81)

“A desobsessão vige, por remédio moral específico, arejar os caminhos mentais (…) imunizando-nos contra os perigos da alienação (…) Através dela, desaparecem as doenças fantasmas, empeços obscuros, insucessos, além de obtermos com o apoio, mais amplos horizontes ao entendimento da vida e recursos morais impreciáveis para agir, diante do próximo, com desapego e compreensão.” (André Luiz- Desobsessão/Chico Xavier e Waldo Vieira)

“E perguntou-lhe Jesus, dizendo: “Qual é o teu nome?” E ele disse: “Legião”, porque tinham entrado nele muitos demónios.” — LUCAS, versículo 8, capítulo 30.

Atendendo ao trabalho da desobsessão nos arredores de Gádara, vemos Jesus a conversar fraternalmente com o obsesso que lhe era apresentado, ao mesmo tempo que se fazia ouvido pelos desencarnados infelizes.
Importante verificar que ante a interrogativa do Mestre, a perguntar-lhe o nome, o médium, consciente da pressão que sofria por parte das Inteligências conturbadas e errantes, informa chamar-se “Legião”, e o evangelista acrescenta que o obsidiado assim procedia “porque tinham entrado nele muitos demónios”.

Sabemos hoje com Allan Kardec, conforme palavras textuais do Codificador da Doutrina Espírita, no item 6 do capítulo 12º, “Amai os vossos inimigos”, de “O Evangelho segundo o Espiritismo”, que “esses demónios mais não são do que as almas dos homens perversos, que ainda se não despojaram dos instintos materiais”.

Terapêuticas diversas merecem estudos para a supressão dos males que flagelam a Humanidade. Antibióticos atacam processos de infecção, institutos especializados examinam a. patologia do câncer, a cirurgia atinge o coração para sanar o defeito cardíaco e a vacina constitui defesa para milhões. Ao lado, porém, das enfermidades que supliciam o corpo, encontramos, aqui e além, as calamidades da obsessão que desequilibram a mente.

Espíritos desencarnados e encarnados de condição enfermiça sintonizam-se uns com os outros, criando prejuízos e perturbações naqueles que lhes sofrem a influência vampirizara, lembrando vegetais nobres que parasitos arrasam, depois de solapar-lhes todas as resistências.

Nenhuma instituição de Espiritismo pode, a rigor, desinteressar-se desse trabalho imprescindível à higiene, harmonia, amparo ou restauração da mente humana, traçando esclarecimento justo, seja aos desencarnados sofredores, seja aos encarnados desprovidos de educação íntima que lhes sofram a atuação deprimente, conquanto, às vezes, involuntária.
Cada templo espírita deve e precisa possuir a sua equipe de servidores da desobsessão, quando não seja destinada a socorrer as vítimas da desorientação espiritual que lhe rondam as portas, para defesa e conservação de si mesma.

Recordemos, reconhecidamente, junto de todos eles, que o Espiritismo é o Cristianismo Restaurado e que o pioneiro número um da desobsessão, esclarecendo Espíritos infelizes e curando obsidiados de todas as condições, foi exatamente Jesus.

(André Luiz-Desobsessão/Chico Xavier e Waldo Vieira

barra - Centro

Associação Luz, Paz e Amor – Centro Espírita

Praceta Evaristo Silva, Bloco B, Cave nº13, Hilarião

2560-374 Torres Vedras

Telem.:918326985/966794648